Câmara de Vereadores de Guaíba
Câmara Municipal de Guaíba
Estado do Rio Grande do Sul

PROPOSIÇÃO N.º 076/2021 ESPÉCIE: Projeto de Lei do Legislativo

Proponente: Partido: Sessão:
Ver.ª Carla Vargas PTB 25/05/2021

O presente Projeto de Lei tem a finalidade de dar denominação definitiva à duas ruas do bairro Parque 35, Loteamento Guaíba Park.

JUSTIFICATIVA

A presente proposta legislativa que dá denominação à duas vias públicas, tem por objetivo homenagear duas mulheres que muito contribuíram com o desenvolvimento cultural e social do nosso município.

Jussara Nelly Campos de Brito:

Nasceu em 20 de junho de 1962, na cidade de Porto Alegre, mas desde criança teve uma ligação muito forte com Guaíba, ganhando inúmeros concursos de beleza no antigo clube da SABA. Foi rainha das piscinas pelo clube Itapuí e miss Guaíba, ganhando inclusive o concurso de miss Rio Grande do Sul.

Foi advogada e especialista em direito de família.

Foi conselheira tutelar de Guaíba por dois mandatos, conseguindo diversas melhorias para a autarquia. Sempre se dedicou a causa das mulheres e principalmente a luta contra a violência contra as mulheres. Antes da lei Maria da Penha, ela, juntamente com a advogada Angela Bicca criaram a cartilha dos Direitos das Mulheres Casadas.

Jussara foi a única mulher a presidir a OAB Guaíba. Liderou o movimento das PLPs e fundou e organizou durante anos um movimento de caridade feminino, chamado Clube das Gatas. Ajudou a fundar e foi a primeira presidente do Codim - Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Guaíba.

Além da competência e engajamento, Jussara tinha um carisma inigualável, que conquistava todos que conviviam com ela. 

Falava Libras, Inglês e Espanhol.  Foi bailarina e deu aulas de Educação Física na Escola Padre José Eichelberger.

_____________________________________________________________________________________

Waina Maria Alencastro Barbosa:

Nasceu no município de Tapes, em 26 de abril de 1942, filha de Elpídio Barbosa e Zilda Alencastro Barbosa.

Iniciou trabalhando em educação como professora contratada do Estado em julho de 1962, como titular de uma classe de 1º ano, professora alfabetizadora, na Escola Estadual Itororó, em Guaíba.

Formou-se no Magistério, pela Escola Normal Gomes Jardim, de Guaíba, em dezembro de 1963.

Atuou na Escola Itororó até dezembro de 1963. Em março de 1964, passou a atuar na Escola Estadual Otaviano Manuel de Oliveira Junior, também como professora alfabetizadora.

Ingressou no quadro de professores estaduais através de concurso em 1965.

Ficou nesta Escola durante dois anos. Em 1966, passou a atuar no Curso de Aplicação (1ª série) da Escola Normal Gomes Jardim. Aprimorou seus conhecimentos frequentando diversos cursos de métodos de alfabetização, que eram oferecidos pelo Gempa, um órgão estadual.

Em 1970 foi convidada a atuar na 12ª Delegacia Estadual de Educação, como Supervisora Escolar. Neste órgão trabalhou em diversos projetos nos dez municípios que eram atendidos pela Delegacia, como: coordenadora do Plano Operativo de Ensino Municipal; trabalhou na implantação da reforma de ensino no Rio Grande do Sul; trabalhou nos treinamentos de professores alfabetizadores.

Em 02 de maio de 1972, fundou junto com Zilá Jardim, a Escola Padre José Eichelberger. O nome da Escola foi dado em homenagem a um Padre, grande amigo das fundadoras e Pároco de Guaíba por muitos anos.

A Padre José Eichelberger é a única escola particular originária de Guaíba, que funciona com a autorização da Secretaria Estadual de Educação desde a sua fundação. Exercendo firmemente o lema “o afeto como base” e com laços estreitos com a comunidade, a equipe da Escola dedica-se para que do seu trabalho resulte uma educação sólida, que alia conhecimento e valores positivos.

Waina ficou na Delegacia de Educação até 1977, quando foi cedida pelo Estado para atuar como Secretária Municipal de Educação de Guaíba, na administração Solon Tavares.

Nesta época, Guaíba compreendia a Sede mais cinco Distritos.  Durante esta administração, de seis anos, planejou e implementou a reestruturação da Secretaria. Entre várias outras realizações, implantou o Plano de Carreira dos professores municipais, implantou o Sistema de Avaliação com provas elaboradas pelos supervisores que atuavam na Secretaria, construiu 26 novas escolas no município. Cuidou também das questões da cultura do município, estruturando o carnaval de rua, coordenando um festival de música nativista – a Reculuta da Canção - criando feiras de artes e artesanato, reformando o prédio que hoje abriga o Museu Municipal Carlos Nobre, entre outras atividades de incentivo e resgate culturais e educacionais.

Na administração seguinte, de Nelson Cornetet, assumiu como titular da Secretaria Municipal de Cultura, Desporto e Turismo, que estava sendo criada. Também lá atuou durante seis anos, criando vários equipamentos de cultura, um calendário de atividades do município, realizando e apoiando diversos projetos.

Em 1988, Waina recebeu o título de Cidadã Guaibense, pelos serviços prestados ao município e a sua comunidade.

Em 1990 passou a atuar com dedicação exclusiva como diretora na escola que fundou no município, a Padre José Eichelberger.

Até 1991, a Padre José Eichelberger dedicou-se exclusivamente às classes de Educação Infantil. A partir de 1992, atendendo solicitação da comunidade escolar, implantou gradativamente o Ensino Fundamental, oferecendo atualmente matrícula até o 9º ano.

A Pedagogia de Projetos, prática adotada pela Escola, permite um trabalho de forma interdisciplinar, abrangendo as diferentes áreas do conhecimento e percebendo as relações entre elas, envolvendo educador e educando num processo ativo e constante na construção de novos saberes.

Waina atuou como diretora da Escola que fundou até seu falecimento, em 08 de abril de 2014.

Em 2016, a Escola recebeu da Assembléia Legislativa do Estado, a Medalha Mérito Farroupilha, alta honraria concedida pela grandeza do serviço prestado pela Escola ao seu Estado e cidadãos.

A direção da Escola segue mantendo a filosofia e os padrões educacionais ensinados pela professora Waina. E, em 2022, a Padre José Eichelberger completará 50 anos de sua fundação.

Por tais razões, contamos com a compreensão dos pares e submetemos o presente Projeto de Lei a apreciação, votação e aprovação de Vossas Excelências.

Guaíba, 19 de Maio de 2021.

Documento Assinado Digitalmente no padrão ICP-Brasil por:
ICP-BrasilCARLA JOSIANE VARGAS REBELLO:68256841087
20/05/2021 12:29:27
Assinatura do Proponente:
Documento publicado digitalmente por THAMIRES KRUGER ALVES JUNQUEIRA em 19/05/2021 ás 18:27:08.
Chave MD5 para verificação de integridade desta publicação 30e621b78c9e07ec3fbf40779fa3d80f.
A autenticidade deste poderá ser verificada em https://www.camaraguaiba.rs.gov.br/autenticidade, mediante código 90488.